5 eventos ao vivo

Palma de Ouro: prêmio luxuoso que todo diretor cobiça

16 mai 2012
10h22
atualizado às 10h24

Em 65 anos de história do Festival de Cannes, 63 diretores já levaram a Palma de Ouro, entre eles Federico Fellini e Roman Polanski. Não é à toa que o troféu, feito por artesãos da joalheria Chopard, é bastante cobiçado durante os 11 dias do evento.

A ideia de adotar a folha de palma como o símbolo e distintivo do evento veio da joalheira parisiense Suzanne Lazon, em 1954. O célebre poeta e pintor Jean Cocteau foi o encarregado de fazer o primeiro esboço e desenho da peça. Em 1997, a pedido do então presidente do festival, Pierre Vlot, a diretora criativa da prestigiosa Chopard, Caroline Scheufele, redesenhou o troféu e deu uma nova interpretação ao prêmio concedido anualmente.

A peça é feita com ouro de 18 quilates e conta com um pequeno coração em sua base. O talo é adornado com folhas que parecem estar em movimento e repousa sobre um suporte de cristal em forma de esmeralda. O glamour do troféu, no entanto, é a exclusividade: um é diferente do outro.

Desde 2000, duas cópias idênticas da Palma de Ouro são dadas à melhor atriz e ao melhor ator dos filmes em competição. Em 2011, a Palma de Honra, anteriormente concedida esporadicamente, se converteu em prêmio anual dado em homenagem a um importante diretor nunca antes condecorado em Cannes.

A Palma de Ouro é feita manualmente por artesãos da joalheria Chopard
A Palma de Ouro é feita manualmente por artesãos da joalheria Chopard
Foto: AFP
Fonte: Terra

compartilhe

publicidade
publicidade