0

Justiça absolve Xuxa Produções de acusação de plágio de filmes

23 ago 2011
14h44
atualizado às 14h46

A 17ª Câmara Cível do Tribunal de Justiça do Rio de Janeiro negou, nesta terça-feira (23), o pedido de indenização por dano moral e material feito pela autora Ana Maria Salgado em relação à Xuxa Promoções e Produções Artísticas, Marlene Mattos e Diler e Associados.

» Alugue ou Compre vídeos no Terra Video Store

De acordo com o Tribunal de Justiça, a autora alegou que os filmes Xuxa e os Duendes e Xuxa e os Duendes 2 são plágios de Maria da Graça em: O Portal, este último de sua autoria.

Para comprovar que não houve plágio, a Xuxa Produções afirmou que contratou dois roteiristas profissionais para fazer o script do filme. Segundo o perito, "as semelhanças existentes são comuns neste tipo literário, ou seja: fadas com cetros ou varinhas de condão; bruxas malvadas que soltam gargalhadas e pretendem destruir as forças do bem; a existência de portais mágicos; personagens engraçados etc".

O perito afirmou também que os dois filmes apontados têm como protagonistas duendes, personagens que não existem no enredo de Ana Maria Salgado.

'Xuxa e os Duendes 2' foi um dos filmes acusados de plágio
'Xuxa e os Duendes 2' foi um dos filmes acusados de plágio
Foto: Reprodução
Fonte: Terra

compartilhe

publicidade
publicidade