inclusão de arquivo javascript

Cinema

 
 

Brasil apresenta "Casa de Areia" no Festival de Sundance

20 de janeiro de 2006 18h10 atualizado às 18h35

Fernanda Montenegro estrela o filme  Casa de Areia. Foto: Divulgação

Fernanda Montenegro estrela o filme Casa de Areia
Foto: Divulgação

O Brasil participa do Festival Sundance, que começou na quinta-feira na pequena cidade montanhosa de Park City (Utah, Estados Unidos), com o filme Casa de Areia, de Andrucha Waddington, que concorre na categoria Cinema Dramatic da seção World Cinema (Cinema do Mundo), dedicada a filmes de ficção estrangeiros. Já o brasileiro Vicente Ferraz apresenta I am Cuba, the Siberian Mammoth na categoria documentários.

Assista ao trailer de Casa de Areia

Ao contrário dos filmes americanos - que não podem ter estreado ou sido apresentados em nenhum festival para competir no Sundance - estrangeiros que competem na categoria "cinema dramático internacional", apenas seis estrearam nos últimos dias.

Outro concorrente desta categoria é Sólo Dios Sabe (Só Deus Sabe), co-produção entre México e Brasil do cineasta mexicano Carlos Bolado, protagonizada por Alice Braga e Diego Luna. O festival, criado pelo ator e diretor Robert Redford, é um grande evento que atrai diretores e cinéfilos do mundo inteiro. Desde que lançou o sucesso Sexo, Mentiras e Videoteipes, em 1989, a mostra celebrada em Park City se tornou a meca do cinema independente, onde grandes produtoras pescam novos talentos e os sonhos dos jovens diretores viram realidade. A mostra gera anualmente milhões de dólares para a economia de Utah.

O evento cinematográfico - considerado um dos mais importantes dos Estados Unidos - inclui trabalhos de países de todos os continentes, entre eles México, Argentina, Japão, Coréia do Sul, Dinamarca, Noruega e Austrália.

"Este é o ano do cinema internacional em Sundance", disse Levi Elder, porta-voz do festival, à AFP. "A idéia é apostar neste cinema e mostrá-lo a um público americano", acrescentou.

Este ano, o festival terá duas novas mostras internacionais, uma dedicada a filmes independentes e outra a documentários. Até o dia 29 de janeiro, serão exibidos quase 200 filmes. Além de Casa de Areia, destaca-se entre os filmes de ficção internacionais o argentino El Aura, de Fabián Bielinsky.

O Peru estará representado por MadeinUsa, primeiro filme de Claudia Llosa, e a Espanha com Princesas, de Fernando Leon de Aranoa.

Dois filmes mexicanos concorrem ao prêmio de Melhor Documentário: In the Pit, de Juan Carlos Rulfo, filho do escritor Juan Rulfo, e No One, de Tim Dirdamal. Na categoria documentário, há 12 filmes estrangeiros em competição. Além do brasileiro I am Cuba, the Siberian Mammoth, de Vicente Ferraz, concorrem The fall of Fujimori (A Queda de Fujimori), de Ellen Perrel, sobre o ex-presidente peruano, e The Immortal, da diretora mexicana Mercedes Moncada-Rodríguez.

AFP
AFP - Todos os direitos de reprodução e representação reservados. Clique aqui para limitações e restrições ao uso.