PUBLICIDADE

Campanella diz que vencer Oscar "parece mentira"

8 mar 2010 07h18
| atualizado às 07h58
Publicidade

O argentino Juan José Campanella, diretor do vencedor do Oscar de Melhor Filme Estrangeiro O Segredo dos Seus Olhos, afirmou que levar o prêmio "parece mentira".

"Quando você sobe no palco, tem a sensação de atordoamento, na realidade como com qualquer prêmio", afirmou o cineasta em entrevista coletiva. "Mas acho que amanhã me levantarei para beber água e me surpreenderei ao ver a estatueta", completou.

O Segredo dos Seus Olhos desbancou o alemão A Fita Branca, de Michael Haneke, considerado o grande favorito da categoria, para receber o prêmio das mãos dos cineastas Pedro Almodóvar e Quentin Tarantino.

Para Campanella, receber o Oscar das mãos de Almodóvar foi "um orgulho duplo". "O conheci no sábado, muito gente boa", disse.

Também brigavam pela estatueta de Melhor Filme Estrangeiro o israelense Ajami, o peruano O Leite da Amargura e o francês O Profeta.

O brasileiro Salve Geral, de Sérgio Rezende, foi o escolhido para representar o País no Oscar, mas não ficou entre os finalistas selecionados para disputar a estatueta.

Como reconheceu o diretor argentino, o prêmio dará um empurrão especial ao filme.

"Abre portas inclusive em países onde já estava vendido. Agora o lançamento será diferente", comentou.

Foi o segundo Oscar na categoria vencido por um filme argentino. A primeira vez havia sido com A História Oficial, de 1985.

O argentino Juan José Campanella bateu o favorito alemão e conquistou o Oscar de Melhor Filme Estrangeiro
O argentino Juan José Campanella bateu o favorito alemão e conquistou o Oscar de Melhor Filme Estrangeiro
Foto: Kevin Winter / Getty Images
EFE   
Publicidade