PUBLICIDADE

Kathryn Bigelow faz história e leva Oscar de Melhor Direção

8 mar 2010 01h57
| atualizado às 05h06
Publicidade

A cineasta Kathryn Bigelow, responsável por

A diretora Kathryn Bigelow se emociona ao receber de Barbra Streisand o Oscar de Melhor Direção
A diretora Kathryn Bigelow se emociona ao receber de Barbra Streisand o Oscar de Melhor Direção
Foto: Kevin Winter / Getty Images

Guerra ao Terror

, fez história ao vencer na noite deste domingo o Oscar de Melhor Direção, conferido pela Academia de Artes e Ciências Cinematográficas de Hollywood.

Bigelow, a primeira mulher a conquistar o Oscar de Melhor Direção, sempre foi considerada uma das favoritas à estatueta, ao lado de seu ex-marido James Cameron, diretor de Avatar.

Também concorriam na categoria Quentin Tarantino, por Bastardos Inglórios, Lee Daniels, por Preciosa - Uma História de Esperança, e Jason Reitman, por Amor Sem Escalas.

A ex-mulher de James Cameron conseguiu com Guerra ao Terror seu maior sucesso artístico, o que não se repetiu no lado comercial, já que outros trabalhos como Caçadores de Emoção (1991), com Keanu Reeves e Patrick Swayze, tiveram uma arrecadação muito maior que os US$ 13 milhões que seu filme mais recente abocanhou até agora em território americano.

Na disputa direta com o ex-marido, Bigelow já vinha levando a melhor, com as estatuetas de Melhor Direção da Academia de Cinema e Televisão britânica (Bafta), dos Sindicatos de Produtores e Diretores dos EUA e do Critic's Choice, a maior associação americana de críticos.

Além disso, conquistou o prêmio das associações de críticos de Austin, Boston, Chicago, Nova York, Kansas City, Las Vegas, Los Angeles, San Francisco e Santa Bárbara.

EFE   
Publicidade