0

"Uma carreira inspira a outra", diz Lenny Kravitz sobre ser músico e ator

15 nov 2013
20h11
atualizado às 22h01
  • separator
  • comentários

Mais conhecido pelos sucessos musicais que vão do rock ao soul, Lenny Kravitz está cada vez mais presente nas telonas. Escolhe a dedo as produções das quais participa e tem acertado em cheio: entrou em uma das franquias de maior bilheteria dos últimos tempos, Jogos Vorazes , e tem feito filmes aclamados pela crítica e com presença garantida em grandes prêmios.

<p>Músico de 49 anos em cena de 'Jogos Vorazes: Em Chamas', que estreia no Brasil nesta sexta-feira (15)</p>
Músico de 49 anos em cena de 'Jogos Vorazes: Em Chamas', que estreia no Brasil nesta sexta-feira (15)
Foto: Divulgação

A mãe de Kravitz, Roxie Roker, atuou em várias séries de TV nos Estados Unidos. Assim, o cantor cresceu no mundo dos roteiros e, quando criança, até achava que seria ator - mas, aos três anos de idade, ganhou a primeira bateria e, aos cinco, escolheu a música como carreira para o resto da vida. Porém, ele sempre nutriu o desejo por atuar - e estava apenas esperando os papéis certos para isso.

"Para mim, um trabalho complementa o outro. Um me faz relaxar do estresse do outro", disse ao Terra o multifacetado artista de 49 anos, que alternou as filmagens do longa, rodado em Atlanta, às gravações de seu décimo disco de estúdio. Talvez por isso a exigência para atuar. "Para que eu (aceite fazer um filme), a história é o mais importante, ela tem que ser muito boa. E o diretor também."

Além dos trabalhos no mundo do entretenimento, Kravitz também aplica dinheiro em outros negócios. O mais curioso deles, como proprietário de uma fazenda de produtos orgânicos em Duas Barras, no interior do Estado do Rio de Janeiro. "Sou fazendeiro", diz ele, se arriscando no português. E essa é mais uma das minhas carreiras."

Confira a entrevista a seguir:

Terra - Como está o seu personagem no segundo filme da série Jogos Vorazes ?
Lenny Kravitz - Acho que não há muitas mudanças na personalidade dele, só no desencadear da história, que vocês conhecerão ao assistir ao filme. Cinna é quieto, mas muito direto. Ele faz questão de fazer declarações nas quais mostra sua lealdade e desde o início da história reconhece a importância de Katniss (Jennifer Lawrence), sabe que ela vai gerar muitas mudanças na comunidade em que vive e ele investe muito nisso. Também se prepara para viver as consequências, que veremos nesse segundo filme.

Como você faz para equilibrar a carreira de ator com a de cantor?
Eu simplesmente tento ir de uma para a outra. Antes de fazer esse filme, eu estava numa turnê mundial com meus shows e fui direto para as filmagens. Uma carreira inspira a outra. Atuar me relaxa e me dá um descanso no meu dia a dia de trabalho com a música.

Acabou de ser anunciada a sua sexta participação em um filme como ator, em Little Rootie Tootie (com Christopher Walken, que estreia em 2015). Você fez Preciosa - Uma História de Esperança , que ganhou dois Oscar em 2010, e atuou em O Mordomo da Casa Branca, com ótimas chances de ganhar indicações para os prêmios da Academia. Como você faz para escolher um filme para atuar?
Para mim, a história é o mais importante, tem que ser muito boa. E o diretor também.

Qual foi sua última visita ao Brasil?
Há quase um ano. E não vejo a hora de voltar para lá. Sinto muitas saudades e pretendo fazer uma grande turnê no Brasil com meu próximo álbum, no ano que vem.

Você ainda tem aquela fazenda de produtos orgânicos em Duas Barras (RJ)?
Sim, claro. Sou fazendeiro (fala em português) no Brasil. E essa é mais uma das minhas carreiras.

Por que você gosta tanto do Brasil?
Nem tenho palavras para dizer. As pessoas, a música, a cultura, as paisagens, a arte, tudo lá é tão rico. E os brasileiros são simplesmente pessoas maravilhosas.

Fonte: Terra

compartilhe

comente

  • comentários
publicidade
publicidade