PUBLICIDADE

vc repórter: diretor de 18 anos grava filme sobre bullying em SP

26 nov 2012 14h16
| atualizado às 21h25
Publicidade

A cidade de Marília, no interior de São Paulo, está sendo palco para as gravações de um filme sobre dramas comuns na adolescência. Primeiro filme do diretor Murilo Guimarães, de apenas 18 anos, Muro que divide Mundos começou a ser gravado na última sexta-feira, 23, e conta com a participação de atores conhecidos do público, como Edwin Luisi.

O longa promete ser o pioneiro no cenário nacional a tratar o bullying como tema principal. O local principal para as gravações é uma escola, onde os alunos serão expostos a diferentes situações como diferença social e gravidez precoce. Edwin Luisi, que viveu Genaro na novela Rebelde da Record, é Augusto, pai de um dos personagens principais da trama. Outro que está no filme é José Trassi, que atuou no filme Carandiru.

Gravado todo em Marília, o filme deve ser finalizado até o final do ano e a previsão de estreia é para julho de 2013. Segundo Murilo Guimarães, que apesar de não ter nenhuma formação em cinema trabalha com produção audiovisual desde os 11 anos, o longa está sendo gravado com ajuda de amigos.

"Toda a parte técnica são conhecidos que trabalham no meio e estão ajudando nas gravações. O contato com os atores, como o Edwin Luisi, eu já tinha há uns dois anos. Queríamos trazer mais nomes, mas a distância entre São Paulo e Marília inviabilizou o processo. Estou muito contente. Está sendo maravilhoso", conta.

O internauta Eduardo Meira, de Marília (SP), participou do vc repórter, canal de jornalismo participativo do Terra. Se você também quiser mandar fotos, textos ou vídeos, clique aqui.

Atores posam para foto; na ponta, Edwin Luisi, que viverá o pai de uma das protagonistas
Atores posam para foto; na ponta, Edwin Luisi, que viverá o pai de uma das protagonistas
Foto: Eduardo Meira / vc repórter
vc repórter
Publicidade