3 eventos ao vivo

Cinema

'A Bela e a Fera' tem 7ª melhor estreia da história nos EUA

Entenda Os Homens
20 mar 2017
13h53
atualizado em 21/3/2017 às 16h06
  • separator
  • comentários

A nova versão do clássico da Disney "A Bela e a Fera" arrecadou neste fim de semana US$ 170 milhões, a sétimo melhor estreia de todos os tempos nos EUA, informou nesta segunda-feira o site especializado Box Office Mojo.

Esse número também representa a melhor estreia registrada durante o mês de março, superando a marca prévia de "Batman v Superman: A Origem da Justiça", com US$ 166 milhões.

O filme contou com um orçamento de cerca de US$ 160 milhões, sem incluir as despesas destinadas à publicidade.

No resto do mundo, o filme acrescentou outros US$ 180 milhões, portanto em sua primeira semana nas salas "A Bela e a Fera" já arrecadou cerca de US$ 350 milhões.

Com Emma Watson e Dan Stevens como o novo casal protagonista deste conto, o filme, que narra o romance entre um monstro e uma jovem que tenta conseguir a liberdade de seu pai, conta com a direção de Bill Condon ("Dreamgirls-Em Busca de um Sonho", 2006).

No segundo posto ficou "Kong: A Ilha da Caveira", com US$ 28,9 milhões para este filme protagonizado por Tom Hiddleston, Brie Larsson, Samuel L. Jackson, John Goodman e John C. Reilly.

O filme é uma nova aproximação do mito de King Kong e se desenvolve em 1973, quando um grupo de cientistas, soldados e exploradores se adentram em uma ilha inexplorada do Pacífico, em cujas proximidades desapareceram embarcações e aviões sem deixar rastros.

O terceiro lugar foi para "Logan", com US$ 17,5 milhões.

Hugh Jackman mostra aqui as garras pela última vez como Wolverine (Wolverine), desta vez com uma história onde o super-herói, fatigado e deprimido, deve dar um passo à frente para proteger uma menina mutante ao mesmo tempo que cuida do Professor X (Patrick Stewart).

No quarto lugar aparece o thriller de terror "Saia", com US$ 13,2 milhões.

Dirigido e escrito por Jordan Peele, o filme conta como uma tranquila e aprazível visita de um jovem negro ao sítio de sua namorada branca se transforma em um inferno imprevisível, um relato que contém um potente discurso sobre o racismo e as falsas aparências

Por último, o drama "A Cabana", somou US$ 6,1 milhões desde a quinta praça para esta história sobre um homem que se questiona sua fé depois que sua filha é raptada e assassinada.

EFE   

compartilhe

comente

  • comentários
publicidade
publicidade