0

Michael Fassbender explica as diferenças entre os dois robôs que interpreta em Alien: Covenant (Entrevista Exclusiva)

David e Walter.

5 mar 2017
08h21
atualizado às 12h57
  • separator
  • comentários

Um dos destaques de  Prometheus foi o robô curioso e perigoso interpretado por Michael Fassbender, cujo interesse em melhor compreender a psiquê humana causou tantos problemas à tripulação da nave que dá nome ao filme. Em Alien: Covenant, Fassbender retorna em dose dupla: ele não apenas volta a interpretar David como assume mais um personagem, Walter.

Foto: AdoroCinema / AdoroCinema



No dia em que conversamos com o ator em pleno set de filmagens, localizado na cidade australiana de Sydney, Fassbender estava caracterizado como Walter. A diferença visual entre ambos está no cabelo: se David é loiro, Walter é moreno. O imenso corte no rosto - preparado pela equipe de maquiagem, claro! - era reflexo da gravação da cena de combate com os temidos aliens, quando os sobreviventes tentam escapar a bordo de uma espaçonave.



Confira abaixo os principais destaques da conversa que tivemos com o ator, onde fala sobre as diferenças entre David e Walter, as mudanças de

Prometheus

para

Alien: Covenant

, o trabalho com o diretor  Ridley Scott e muito mais! Mas atenção: se você não assistiu

Prometheus

, esteja avisado que traremos

SPOILERS

sobre o desfecho do longa-metragem. Portanto, se você não deseja saber o que aconteceu no filme,

PARE DE LER AGORA MESMO!


Michael Fassbender como Walter em "Alien: Covenant"

DAVID E WALTER

Situado dez anos após

Prometheus

,

Alien: Covenant

apresenta uma espaçonave-colônia, a Covenant do título, em busca de um planeta onde seja possivel realizar terraformação - ou seja, adaptá-lo para que seja uma "nova Terra". Dentre as 2 mil pessoas a bordo está Walter, o robô que serve à tripulação, que perde uma das mãos logo no início do filme.



Em relação a David, o término de

Prometheus

revela que ele perdeu todo o corpo, restando apenas sua cabeça.

"David viaja para o espaço com Elizabeth Shaw [personagem de Noomi Rapace], foi a última coisa que o vimos fazer, e Walter faz parte dessa nova tripulação. A equipe da Covenant acaba encontrando David em suas viagens"

, explica Fassbender. O ator confirmou que David terá uma aparência diferente em

Alien: Covenant

, sem no entanto revelar quais serão estas mudanças.



Fassbender revelou também o atual momento de David e suas diferenças em relação a Walter:

"David nós já conhecemos de Prometheus . Este filme se passa dez anos depois e, basicamente, ele não passou por nenhuma manutenção"

, explica.

"Sabemos que ele tem tendências humanas em sua programação e, com o passar do tempo, os robôs da espécie de David foram criados para desenvolverem essas tendências. Isso deixa as pessoas um pouco desconfortáveis. Então, após o modelo de David, os andróides começaram a ser estruturados com menos complicações, sem os traços humanos."

"David desenvolveu, para o seu mal, a vaidade e o orgulho. Walter é muito lógico, um ser sintético cujo único propósito é servir à nave Covenant e à sua tripulação. Então, ele é mais como o Spock de Leonard Nimoy: não tem senso de humor e nem compreende muito bem essas características humanas; é uma inteligência artificial que funciona de maneira puramente lógica. Como David não passou por nenhuma manutenção, seus traços humanos se acentuaram nesses dez anos."


O ENCONTRO DOS ROBÔS

É claro que David e Walter se encontram em

Alien: Covenant

. E as diferenças entre eles serão bem mais nítidas do que uma mera tonalidade de cabelo.

"Há uma conexão entre eles, é claro, porque são praticamente idênticos. Há uma certa afinidade. Diria que isso vem mais da parte de David, porque ele tem essas características humanas que se desenvolvem cada vez mais, ao passo em que Walter não sabe lidar com as emoções humanas. Então, acho que há um elemento de curiosidade e confusão no encontro deles. Em termos da relação, acho que David verá a si mesmo como o irmão mais velho de Walter."

"Temos algumas ótimas cenas em que David e Walter estão juntos filosofando. É muito divertido, porque a tecnologia disponível hoje em dia me possibilita estar presente no plano como Walter e como David"

, complementa o ator.

"É claro que isso leva mais tempo, porque temos que coreografar todos os movimentos da câmera para repetirmos a cena duas vezes, onde eu contraceno com meu dublê. É preciso respeitar os movimentos, porque precisamos sincronizar tudo para montarmos o filme, mas é incrível ver como a tecnologia nos possibilita fazer isso hoje em dia. Ao invés de termos irmãos gêmeos contracenando ou ao invés de percebermos a presença de um dublê na cena, de costas, veremos Walter e David juntos ao mesmo tempo. Isso é ótimo."


O temível Alien no segundo trailer de "Covenant"

ENCARANDO O ALIEN

Revelado em 1979, em Alien, o 8º Passageiro, o mortal ser extra-terrestre rapidamente se tornou uma figura icônica no cinema. Desta forma, nada mais natural do que se sentir empolgado diante de sua presença, mesmo sabendo de antemão que se trata de alguém fantasiado.

"Sinto-me como um adolescente, como um jovem empolgado. Sinto isso sempre que caminho pelo set, senti isso em Prometheus "

, comenta.

"Esse sentimento voltou de imediato quando entrei na nave montada aqui nos estúdios, e já estive bem próximo do alien. É ótimo, é um daqueles momentos em que me sinto muito sortudo por estar fazendo as coisas que estou fazendo, aqueles momentos em que você precisa se beliscar para perceber que é real."

O ator revelou também uma história pessoal relacionada ao filme original:

"Vi Alien quando tinha 11 ou 12 anos. Meus pais não me deixavam ver filmes para maiores como esse naquela época, não podia ver os filmes de Sylvester Stallone e Arnold Schwarzeneger porque eles achavam que eram muito violentos, gratuitos. Mas, por alguma razão, acharam que eu poderia ver Alien e lembro do impacto que o filme causou em mim. Não só pelo fato de ser muito assustador e de que um monstro sai de dentro do estômago de John Hurt, mas porque o filme era muito sofisticado. Isso me impressionou muito e eu sabia que estava vendo um filme muito original, muito distinto."


CENAS DE AÇÃO

Seja como Magneto nos filmes da franquia  X-Men ou na pele de Callum Lynch em Assassin's Creed, Michael Fassbender está acostumado a rodar cenas de ação.

"Gosto de filmar cenas assim, especialmente quando tenho tempo para me preparar"

, afirma.

"As cenas de ação de Alien: Covenant são bem fáceis de fazer. Gosto de fazer cenas de luta quando tenho tempo, para aprender e poder aproveitar a coreografia. Gosto quando as cenas parecem ser bagunçadas e descontroladas mas, na verdade, foram feitas com muito controle. Acho esse processo muito interessante."


A tripulação da nave Covenant

DIFERENÇA ENTRE OS FILMES

"Essa resposta vai parecer muito genérica, mas acho que Alien: Covenant é muito mais assustador que Prometheus . Quando as coisas começam a acontecer, é como um efeito dominó. O filme é implacável, mas não é cansativo porque as relações entre os personagens são muito interessantes"

, comenta o ator.



"Todo o conceito do filme é interessante, o fato de que essa nave é uma nave colonizadora que tem a missão e a esperança de colonizar um novo planeta. É um recomeço, é quase como quando os europeus chegavam à América no século XVII ou algo assim. É uma chance de começar uma nova vida. Nós temos ótimos personagens, ótimos relacionamentos entre eles e ótimas sequências de ação. Resumindo, acho que será muito mais assustador. Também é mais engraçado. Gosto quando a comédia se mistura ao terror, provoca sentimentos mais interessantes."


RIDLEY SCOTT

"É um grande prazer poder voltar a trabalhar com Ridley Scott novamente. É o terceiro filme em que trabalhamos juntos, adoro estar no set dele e trabalhar com ele"

, disse Michael Fassbender, lembrando não apenas de

Prometheus

mas também de O Conselheiro do Crime.



"Poder ver como ele trabalha em todos os níveis do fazer cinematográfico é uma experiência única. Ele se envolve em todos os estágios, se orgulha muito de terminar o filme dentro do orçamento, dentro do tempo previsto. As anotações que dá ao seu elenco são sempre divertidas, espirituosas, criativas, apaixonadas e muito específicas. Ridley demanda muito de sua equipe, mas todos amam trabalhar com ele. É um líder muito firme, que é muito aberto às dicas e ideias de todos os departamentos."

AdoroCinema

compartilhe

comente

  • comentários
publicidade
publicidade