2 eventos ao vivo

Casey Affleck aguarda grande oportunidade de conquistar 1º Oscar da carreira

23 fev 2017
14h34
  • separator
  • 0
  • comentários

Casey Affleck está com uma das mãos no Oscar já que aparece como grande favorito para conquistar a estatueta de melhor ator pelo trabalho em "Manchester à Beira-Mar".

Seu principal rival é o veterano Denzel Washington, pela atuação em "Um Limite Entre nós", enquanto Ryan Gosling ("La La Land: Cantando Estações"), Viggo Mortensen ("Capitão Fantástico") e Andrew Garfield ("Até o Último Homem") completam a lista de indicados.

CASEY AFFLECK, a dor e a solidão.

Com uma interpretação contida e detalhista, Affleck ganhou os elogios da crítica e do público pela atuação no drama "Manchester à Beira-Mar", de Kenneth Lonergan.

Affleck dá vida a Lee Chandler, um complicado homem que tenta escapar de um trágico passado quando recebe a notícia que deve cuidar de seu sobrinho.

Irmão mais novo de Ben Affleck e vencedor do Globo de Ouro, Casey já tinha sido indicado ao Oscar por "O Assassinato de Jesse James pelo Covarde Robert Ford" (2007). Na carreira, ele também tem filmes como "Medo da Verdade" (2007) e a trilogia "Onze Homens e Um Segredo" (2001), "Doze Homens e Outro Segredo" (2004) e "Treze Homens e um Novo Segredo" (2007).

A polêmica também acompanhou sua disputa pelo Oscar. A imprensa lembrou recentemente um antigo caso, encerrado em um acordo entre acusação e defesa, no qual uma produtora e uma diretora de fotografia denunciaram Casey por assédio sexual quando trabalharam com ele no documentário "Eu Ainda Estou Aqui".

DENZEL WASHINGTON, uma questão pessoal.

Primeiro nos palcos da Broadway e depois na "telona" como grande diretor e protagonista. O ator Denzel Washington considera a obra "Um Limite de Nós", de August Wilson, como um projeto muito importante para ele e agora é reconhecido pelo esforço pela Academia de Hollywood com sua oitava indicação ao Oscar.

Vencedor da estatueta por "Um Grito de Liberdade" (1987) e "Dia de Treinamento" (2001), Denzel também busca neste ano o Oscar de melhor filme pelo trabalho como produtor em "Um Limite entre Nós".

Com um ar bastante teatral e um duelo interpretativo de alto nível entre Washington e Viola Davis, "Um Limite Entre Nós" conta a história de uma família negra em Pittsburgh nos anos 50 e os dilemas de um pai sobre os preconceitos raciais e o futuro de seus filhos.

VIGGO MORTENSEN, um pai revolucionário.

A vida de um pai revolucionário atípico e que foge da sociedade de consumo para educar seus filhos na mais estrita liberdade é a história de "Capitão Fantástico", filme que deu a Viggo Mortensen a segunda indicação ao Oscar de sua carreira após Senhores do Crime (2007).

"Eu nunca falei neste tom com meu filho, mas estou de acordo que é preciso sermos honestos com eles. É bom falar com as crianças abertamente. Sexo, morte ou doenças não deveriam ser tabus", disse o ator em entrevista à Agência Efe.

Mortensen ganhou fama depois da atuação como Aragorn na trilogia de "O Senhor dos Anéis". Além disso, o ator trabalhou em filmes como "Marcas da Violência" (2005) e "Um Método Perigoso" (2012).

RYAN GOSLING, o amante do jazz.

"La La Land: Cantando Estações" recebeu muitos elogios por sua brilhante música, por seu poético retrato de Los Angeles e pela deliciosa interpretação de Emma Stone, mas o papel de amante do jazz e obstinado pianista também deu a Ryan Gosling uma cota de protagonismo neste bem-sucedido longa-metragem.

O ator faz o papel de Sebastian, um jovem pianista obcecado com o jazz e cujo caminho se cruza com a da aspirante a atriz Mia.

Indicado ao Oscar por "Half Nelson: Encurralados" (2006), Gosling se destacou em "Diário de Uma Paixão" (2004), "Drive" (2011), "A Grande Aposta" (2015) e neste ano estreará em "Blade Runner 2049", a sequência do clássico de Ridley Scott.

ANDREW GARFIELD, do Homem-Aranha à guerra.

Se Mel Gibson diz que você é um dos "melhores atores de todos os tempos", algo está no caminho certo. Esse foi o elogio que Gibson fez em entrevista à "Agência Efe" a Andrew Garfield, protagonista de "Até o Último Homem", filme dirigido pelo veterano ator.

O longa-metragem, baseado em fatos reais, relata a história de Desmond Doss, condecorado com uma medalha de honra, o maior reconhecimento das forças armadas dos Estados Unidos, apesar de sua rejeição em portar armas durante a Segunda Guerra Mundial.

Conhecido popularmente por sua interpretação em "O Espetacular Homem-Aranha" (2012), "O Espetacular Homem-Aranha 2: A Ameaça de Electro" (2014), Garfield também se destacou por "A Rede Social" (2010) e "Silêncio" (2016).

EFE   
  • separator
  • 0
  • comentários
publicidade